Redação do Enem: faça um texto nota 1000

Tudo sobre redação do Enem

Está prestes a fazer o Exame Nacional do Ensino Médio, mas ainda não sabe como escrever uma boa redação do Enem? Seus problemas acabaram, neste artigo você vai conferir dicas para fazer uma texto nota 1000.

Segundo o G1, só no ano de 2020, foram pelo menos 5,8 milhões de inscritos no Exame Nacional do Ensino Médio. Como sabemos, as universidades não possuem vagas suficientes para suportar esse número de participantes. Por isso, é necessário se destacar em meio ao número de participante.

Se esta é sua estratégia para adentrar o ensino superior, saiba que a redação pode ser o carro-chefe da nota, pois leva a maior pontuação – 1000. Então, vale a pena se dedicar nela.

Para isso, eu separei neste artigo as principais informações que você precisa para escrever uma boa redação do Enem e fazer um texto nota 1000.

De olho na atualidade: possíveis temas da redação do Enem

É comum que os temas escolhidos para a redação da prova estejam vinculados à atualidades. Por isso, a melhor estratégia é estar por dentro do noticiário e principais portais de informação. Ainda assim, posso te garantir que o jeito que você apresenta suas ideias é mais importante para os avaliadores do que se você domina ou não o tema.

Vamos conhecer alguns dos possíveis tema da redação do Enem?

  • Os Impactos do Coronavírus mundialmente: esse é um dos temas mais atuais, entretanto, a abordagem feita pelo exame pode ser de diversas formas: quanto a contexto sanitário, econômico, epidemiológico, científico etc.
  • Destruição da Amazônia: foram diversos os impactos no ano de 2019, desde incêndios à nuvem de fumaça que foi transportada a São Paulo, por isso a relevância.
  • Racismo na contemporaneidade: o caso de Floyd foi conhecido mundialmente. Entretanto, no Brasil houve diversos crimes contra a população negra e o exame tem mostrado a necessidade do debate de cunho social.
  • Disseminação de Fake News: não foram poucos os casos comprovados de notícias falsas usadas, principalmente, a favor de políticos. Seria esse o momento do debate? Acredito que pode ser sim na redação do Enem.
  • Privatização e sua influência no PIB brasileiro: este é um antigo debate, que ainda não teve espaço no exame do Ensino Médio, pode ser o momento de esperar o posicionamento dos estudante.

Texto dissertativo-argumentativo: o que é?

Você sabia que o gênero-textual solicitado na redação do Enem é o dissertativo-argumentativo? Pois é, muitos inscritos chegam ao local de prova sem nem mesmo ter essa informação. Por isso, que é dele que vou falar agora.

No texto-dissertativo argumentativo, o autor precisa se posicionar criticamente acerca de dado tema. Entretanto, isso não significa que você vai usa pronomes de primeira pessoa como “Eu” ou “Nós”, mas apresentar fatos de acordo com seus argumentos.

Assim, você precisa ter uma boa base para defender sua ideia, pois seus argumentos precisam estar baseados em alguns do itens a seguir:

  • Dados estatísticos, ou seja, baseados em pesquisas.
  • Argumentos de alguma autoridade – Filósofo, antropólogo, médico etc.
  • Trecho de livro.
  • Entrevista ou reportagem.

Além disso, é necessário que você tenha uma proposta de intervenção, um modo de minimizar ou soluçar a problemática que você apresentou durante seu texto. Lembrando que ela precisa ser coesa e coerente, nada de coisas genéricas como “as empresas precisam parar de poluir” ou “o governo precisa fazer alguma coisa”.

Tente ser mais específico: As fiscalizações em cima de dejetos de empresas precisam ser mais incisivas, é preciso eleger candidatos que se comprometam em passar projetos de reflorestamento.

A estrutura da Redação do Enem

Eu já falei aqui no blog sobre a estrutura de um trabalho acadêmico, a estrutura da redação do Enem segue a mesma lógica. A única diferença é que ela é mais enxuta. Entretanto, antes de começar sua escrita, leia várias vezes os textos motivadores e tenha a certeza que você compreendeu em profundidade qual o tema da redação. Vale a pena falar que ele nunca é genérico.

Teve um ano por exemplo que o tema era os “Efeitos da Lei Seca”, veja bem, o tema não é “Lei Seca” que é algo amplo, mas um recorte dentro de todas essas possibilidades.

Sendo assim, depois de ter certeza do que vai escrever, pense em como vai ser a estrutura. Vamos conhecê-la?

Uma boa introdução

Para começar, a sua introdução precisa situar o leitor sobre sua problemática. O ideal é que dentro do tema você escolha de dois a três tópicos para discorrer, por exemplo:

  • A diminuição no números de acidentes automobilísticos.
  • Os excessos dos policiais em relação ao bafômetro na estrada.

Há quem diga que você precisa iniciar o texto com uma frase de efeito, com algo marcante, como uma pergunta ou com dados “chocantes”. Entretanto, minha dica como professor de português é “inicie com aquilo que lhe é familiar“. É melhor ser coeso e coerente ao apresentar suas ideias do que tentar se destacar e acabar sendo mal compreendido.

Em relação a estrutura da introdução, o ideal é que ela tenha um parágrafo de no máximo 6 linhas. Contudo, se ela ficar extensa, tudo precisa estar muito bem amarrado, sem excesso de “ques” e sem frases sem sentido.

Exposição de argumentos

Os parágrafos seguintes são usados para a exposição de seus argumentos. Levando em consideração que o número de linha na redação é trinta, argumente em três ou quatro parágrafos, no máximo. Se você escolheu trabalhar com dois problemas, fale sobre eles na ordem que introduziu.

Nada de encher linguiça no seu desenvolvimento, diga com clareza e dê dados verídicos, por exemplo, “De acordo com a reportagem TAL, da revista TAL, o número de acidentes envolvendo automóveis. Isso evidencia que a criação da Lei Seca no ano de 2008 está cumprindo seu objetivo. Entretanto, a maioria dos brasileiros acredita que falta esclarecimento por parte dos grupos policiais em suas abordagens…”

Cada parágrafo deve ser visto como uma mini redação em si, então precisa ter introdução, desenvolvimento e conclusões internos. Na dúvida, tente responder às seguintes perguntas: “O quê?”, “Como?”, “Por quê?” e “Qual o desfecho disso?”

Conclusões e fechamento do texto

As conclusões são sempre um momento delicado do texto, ninguém espera que você seja o Superman e use superpoderes para sanar seus problemas. Por isso, trabalhe a intervenção de maneira consistente ao que foi desenvolvido durante seu texto. Além disso, vale linkar e mencionar as frases da sua introdução.

Caso tenha iniciado falando de paradigmas, por exemplo, retome isso nos trechos finais.

Não encha linguiça na redação do Enem
Não encha linguiça na redação do Enem

O que zera a redação do Enem?

Do mesmo modo, não adianta escrever uma redação e acabar zerando ela. Para entender o que ela deve conter, veja em quais ocasiões a redação é zerada segundo o Guia do Estudante:

  • Escrever fora do tema.
  • Desobedecer à estrutura dissertativo-argumentativa.
  • Ter menos de 7 linhas.
  • Cópia integral de texto(s) motivador(es) da Proposta de Redação e/ou de texto(s) motivador(es) apresentado(s) no Caderno de Questões.
  • Desenhos, poesia, orações e outras formas propositais de anulação (tais como números ou sinais gráficos fora do texto).
  • Deixar uma marca pessoa, como assinatura – durante a redação.
  • Escrever em outro idioma.
  • Devolver a redação em Branco.

5 Competências avaliadas pelo Enem

Para ter uma nota alta no Enem, é preciso que você consiga dominar 5 competências que serão descritas a seguir. Lembrando que o valor total da nota é 1000 e, assim, cada competência é avaliada em 200 pontos:

  • Domínio da norma-padrão da língua escrita: é preciso saber a ortografia, empregar conjunções etc. Saiba como evitar os principais erros de português neste texto aqui.
  • Compreensão do tema: é o que mencionei de não tangenciar apenas, mas saber discorrer com profundidade sobre o que é pedido.
  • Organização de Informação e Argumentos: saber deixar todo o texto coerente e amarrar todos os dados apresentados.
  • Correta aplicação da lógica: nada d argumentos que não fazem sentido, como “Os policiais não conhecem a lei seca, por isso ele não sabem parar os carros que estão em alta velocidade”.
  • Apresentar uma proposta de intervenção para o problema: suas soluções não podem ser genéricas ou ferir os direitos humanos.

5 Dicas para o momento da Prova

Anote aí

1- Faça uma chuva de ideias ao ler o tema.

2- Utilize o rascunho, jamais inicie diretamente na folha oficial.

3- Não ultrapasse os limites da folha.

4- Se possível, escreva o rascunho, faça uma outra parte da prova, volte e releia.

5- Não copie trechos de questões ou dos trechos motivadores.

Gostou de saber mais sobre como escrever uma redação do Enem nota 1000? Deixe suas dúvidas nos comentários.

Compartilhar em mídias Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para o topo